O Pix é um novo meio de transferência monetária eletrônica que permitirá a realização de pagamentos e recebimentos de valores de forma simples, e em até dez segundos. O Pix foi desenvolvido pelo Banco Central do Brasil e a partir de novembro de 2020, mudará a forma como pessoas e empresas realizam suas transações no país.

Quem pode usar o Pix?

O Pix vai ser usado para transações:

No primeiro momento, o governo vai ser recebedor, apenas. Em um segundo momento, ele entra também como pagador pelo Pix.

Quando o Pix começará a ser usado no Brasil?

Recebedores e pagadores podem começar a usar o Pix em 16 de novembro de 2020.

Quais as vantagens do Pix para empresas?

Quando comparado aos principais meios de pagamento usados por empresas no Brasil (TEDs e DOCs, boletos, cartões), o Pix tende a ser:

*As transferências e liquidações irão ocorrer 24 horas, 365 dias por ano.

O que são as chaves?

As “chaves” são formas de simplificar a identificação de um recebedor.

Para usar o Pix, as pessoas ou empresas deverão associar uma chave a uma conta bancária. As empresas poderão utilizar como chave Pix:

Se você cadastrou um e-mail, por exemplo, como chave Pix na sua conta da Grafeno, para receber um pagamento, basta informar o e-mail ao pagador.

Como fazer o cadastro da chave Pix na minha conta da Grafeno?

O registro de chave na Grafeno está liberado, e pode ser feito a qualquer tempo.

Cadastre uma chave Pix na conta da Grafeno para que você possa emitir cobrança e receber pagamentos via Pix.

É possível fazer a portabilidade de chaves?

Caso o titular queira, é possível fazer a portabilidade de chaves para um novo banco e conta. O Banco Central ainda não informou como isso vai funcionar.

Como fazer uma cobrança usando o Pix?

A cobrança pelo Pix pode começar ser feita de três maneiras:

Como pagar pelo Pix usando chave?

A pessoa ou empresa que desejar pagar usando o Pix deverá:

  1. acessar o internet banking da instituição aonde tem conta e escolher a opção Pix;
  2. selecionar o tipo de chave para identificar o recebedor;
  3. inserir a chave, e confirmar os dados do recebedor;
  4. se já tiverem carregado, confirmar os dados da cobrança. Se não tiverem carregado, inserir valor do pagamento;
  5. inserir senha.

As informações da transação são confirmadas tanto para o pagador quanto para o recebedor.

Como pagar pelo Pix usando QR Code?

A pessoa ou empresa que desejar pagar usando o Pix deverá:

  1. acessar o internet banking da instituição aonde tem conta e escolher a opção Pix;
  2. selecionar QR Code;
  3. fazer a leitura do QR Code;
  4. se já tiverem carregado, confirmar os dados da cobrança (provavelmente, vai ser o caso predominante em empresas que usam QR code dinâmico). Se não tiverem carregado, inserir o valor do pagamento (provavelmente, vai ser o caso predominante em empresas que usam o QR code estático);
  5. inserir senha.

As informações da transação são confirmadas tanto para o pagador quanto para o recebedor.

Qual a diferença do QR code estático e QR code dinâmico?

O QR code estático não varia de transação para transação. É o mesmo QR code para todas as transações. Com isso, ele pode ser impresso e disponibilizado no ponto de venda ou e-commerce da empresa, por exemplo. É útil para contextos de venda de produtos e serviços com preço único, por exemplo.

O QR code dinâmico varia a cada transação: é gerado um QR code único para cada cobrança. Pagadores diferentes usam QR codes diferentes. Se a empresa possui diferença de valores e escopo, por exemplo, entre os seus clientes, ela deve optar pelo QR code dinâmico.

Comentários